Pensar saúde é pensar qualidade de vida. Uma relação que é construída através da harmonia entre os indivíduos, os ambientes e os modos de viver. Esta é a proposta do site #VidaSaudável, um espaço criado para que o cidadão possa ter acesso às informações relacionadas à promoção da saúde.

Diante disso, surge uma pergunta: como está a sua saúde? Você se alimenta corretamente e com qual frequencia? Pratica atividades físicas de forma regular? Se você ficou em dúvida para responder estas perguntas, não se desespere. Que tal propor uma vida mais saudável? Comer bem e se exercitar, é só começar! Esta é a proposta da nova campanha da Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais (SES-MG).

Neste espaço, unimos os conceitos de atividade física, segurança alimentar e nutricional, focando nas atividades de vida diária, o lazer com a família e a alimentação saudável. A ideia é mobilizar mais pessoas para uma vida mais saudável e, desse modo, incentivarmos a população a utilizar os equipamentos públicos disponíveis em sua cidade, como praças, parques, ciclovias, áreas de caminhada e academias públicas ao ar livre.

» Clique na galeria de imagens abaixo, salve as imagens e compartilhe nas redes sociais:

As doenças crônicas não transmissíveis (DCNT) encontram-se dentre os maiores problemas de saúde pública da atualidade. Em Minas Gerais, estima-se que, em 2010, elas tenham sido responsáveis, por 52% do total de mortes, com destaque para as doenças do aparelho circulatório, neoplasias, doenças do aparelho circulatório, diabetes mellitus, doença pulmonar obstrutiva crônica, insuficiência renal crônica e doenças relacionadas ao consumo de álcool.

Segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS), um pequeno conjunto de fatores de risco responde pela grande maioria das mortes por DCNT. Dentre esses fatores destacam-se o tabagismo, o consumo excessivo de bebidas alcoólicas, dietas inadequadas e a inatividade física. Através da Pesquisa Nacional de Saúde em 2013, o IBGE, demonstrou que entre os adultos brasileiros, 46% não praticavam atividade física em nível suficiente no lazer, trabalho, afazeres domésticos e nos seus deslocamentos diários.

A OMS recomenda que os indivíduos adotem níveis adequados de atividade física durante toda a vida. A prática regular de 30 minutos de atividade física de intensidade moderada, preferencialmente todos os dias, reduz o risco de doenças cardiovasculares. Análise de estudos epidemiológicos prospectivos demonstrou que tanto o estilo de vida ativo como um condicionamento aeróbico moderado pode ser associado, de forma independente, à diminuição do risco de incidência de Doenças Crônicas Não Transmissíveis, da mortalidade geral e por doenças cardiovasculares. O treinamento de resistência muscular e equilíbrio, por sua vez, é capaz de reduzir quedas e aumentar a capacidade funcional nos idosos.

Dentre os benefícios que encontrados ao se realizar atividade física de forma regular, destacam-se: a melhora da autoestima, redução do isolamento social, alívio do estresse, diminuição da depressão, melhora da resistência física, melhora da autoimagem, aumento do bem estar físico e mental, melhora da função pulmonar dentre outros.



A atividade física é definida como qualquer movimento corporal, produzidos pelos músculos esqueléticos, que resultem em gasto energético maior que os níveis de repouso. Já o exercício físico representa uma das formas de atividade física, planejada, sistemática e repetitiva. Para a manutenção da saúde e qualidade de vida, o ideal é que todo cidadão realize, pelo menos, 30 minutos de atividade física, 5 dias da semana de intensidade moderada, de forma contínua ou acumulada, divididos em sessões de 10 ou 15 minutos.

Tipos de atividade física:

O treinamento ou condicionamento físico é compreendido como a repetição de exercícios, durante períodos de semanas ou meses, com a finalidade de melhorar a aptidão física. Esse tipo de atividade aumenta gasto calórico e melhora a circulação sanguínea.

As atividades aeróbicas são um tipo de atividade que caracterizam-se pela movimentação de grandes grupos musculares de maneira rítmica. São responsáveis por proporcionar mais energia e contribuir para o funcionamento do sistema respiratório e cardiovascular.

As atividades de força produzem contrações musculares e tem como principais benefícios o aumento da massa muscular e óssea e redução da gordura corporal. A prática da musculação é a mais comum.

As atividades de flexibilidade são importantes para alongar a musculatura, reduzir tensões musculares, melhorar a postura corporal, diminuir os riscos de lesão, facilitar os movimentos nas atividades diárias. O simples ato de espreguiçar é uma forma de melhorar a flexibilidade.

As atividades de equilíbrio são muito importantes para os idosos, uma vez que eles apresentam um risco maior de sofrer quedas.

As atividades de lazer são aquelas atividades físicas praticadas durante o tempo livre. Esportes, andar de bicicleta, jogar bola, passear, nadar e dançar são alguns bons exemplos.

» Clique aqui e confira um texto sobre os riscos à saúde do uso de anabolizantes.

A ginástica laboral é o exercício físico orientado e praticado durante o horário do expediente, visando beneficio pessoais no trabalho, e tem por objetivo minimizar os impactos negativos oriundos do sedentarismo na vida e na saúde do trabalhador. Além da ginástica laboral, outras atividades podem ser realizadas no ambiente do trabalho para manter-se ativo, tais como: subir e descer escadas ou caminhar até o trabalho.

Ações como subir dois ou mais andares de escada, realizar deslocamentos caminhando para visitar os amigos ou ir para o escritório, participar de atividades lúdicas, escolher a bicicleta para o trajeto até a padaria, entre outros, são alternativas de atividade física e trazem um efeito cardioprotetor para o indivíduo, pois contribui para a redução de peso, da massa de gordura e para o controle da pressão arterial.

Confira alguns exemplos de atividade física que podem ser realizadas no dia a dia:

  • Caminhar;
  • Substituir o elevador pela escada;
  • Substituir o carro ou o transporte público pela bicicleta;
  • Fazer compras do dia-dia;
  • Limpar o carro;
  • Passear com o cachorro;
  • Brincar ao ar livre com os filhos, netos ou sobrinhos;
  • Cuidar do quintal, horta ou jardim;
  • Realizar atividades domésticas, como lavar roupa ou limpar a casa.