título-capa 2019

Vai viajar? Lembre-se, então, que, antes de arrumar as malas e aproveitar os dias de folga, alguns cuidados com a saúde são fundamentais! Cada lugar tem suas particularidades e é importante prestar atenção nisso, antes de decidir o seu roteiro de viagens e, com isso, ter uma estada tranquila e segura.

A recomendação é que entre quatro e oito semanas antes da viagem você procure uma equipe de saúde para uma avaliação clínica, além de se informar sobre possíveis recomendações sanitárias para o destino escolhido. Atualizar o cartão de vacinação com as vacinas disponíveis no Sistema Único de Saúde (SUS) é fundamental! 

Na mala, tão importantes quanto roupas e acessórios é a “farmácia particular”. Alguns remédios devem ser levados, principalmente se você faz uso de algum medicamento contínuo. Os documentos de identificação com contatos pessoais, tipo sanguíneo, alergias, diabetes e outras doenças também devem estar à mão.

Pensando em todas essas dicas, a Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais (SES-MG) preparou essa página especialmente para você. Com pequenas atitudes, você protege a sua saúde e da sua família. 

» Veja no Blog da Saúde MG: Tire suas dúvidas sobre a emissão do Certificado Internacional de Vacinação

» CLIQUE AQUI E CONFIRA A PREVISÃO DO TEMPO ANTES DE VIAJAR

» CLIQUE AQUI E FAÇA O DOWNLOAD DO GUIA DO VIAJANTE SAUDÁVEL

» CLIQUE AQUI E CONFIRA DICAS DE COMO EVITAR FOCOS DO AEDES AEGYPTI EM CASA ANTES DE IR VIAJAR

» CLIQUE AQUI E CONFIRA AS ORIENTAÇÕES DA RECEITA FEDERAL PARA A SUA VIAGEM

Antes de arrumar as malas, o viajante precisa estar em dia com a imunização: com as vacinas próprias do Calendário Nacional de Imunização, com aquelas que são exigências internacionais, e também as vacinas que são necessárias devido a diferenças epidemiológicas entre países e entre os estados brasileiros.

A imunização é a principal medida de prevenção e controle de uma série de doenças; e, por isso, é necessário que o viajante mantenha o cartão de vacina atualizado. Para uma série de países, a apresentação do Certificado Internacional de Vacinação ou Profilaxia (CIVP) é obrigatória. Clique aqui e saiba quais países exigem o Certificado. Ao abrir o site, basta que você selecione a opção "Exigências de Viagem" e, na sequência, o país que deseja visitar.

Vale destacar que, mesmo dentro do Brasil - país de proporções continentais - podem haver recomendações especiais em relação à saúde, considerando as diferenças epidemiológicas entre os estados.

» Veja no Blog da Saúde MG: Tire suas dúvidas sobre a emissão do Certificado Internacional de Vacinação

guiaviajantesaudavelsiteatt 2 - Cópia

FEBRE AMARELA

É uma doença infecciosa grave, causada por vírus e transmitida por vetores. Geralmente, quem contrai este vírus não chega a apresentar sintomas ou os mesmos são muito fracos. As primeiras manifestações da doença são repentinas: febre alta, calafrios, cansaço, dor de cabeça, dor muscular, náuseas e vômitos por cerca de três dias. A vacina contra a febre amarela é ofertada no Calendário Nacional de Vacinação pelo SUS e deve ser tomada até 10 dias antes de viajar para áreas rurais, silvestres ou de mata. Quem mora nestas áreas ou em regiões endêmicas deve procurar o Posto de Saúde (Unidade Básica de Saúde) mais próximo da sua casa para atualizar o cartão de vacina. Clique aqui e saiba mais sobre a doença.

SARAMPO

Doença infecciosa grave, o sarampo é provocado por vírus, transmitida pela fala, tosse e espirro, e extremamente contagioso, podendo ser contraído por pessoas de qualquer idade. É caracterizado por febre, inflamação das mucosas do trato respiratório, erupção maculopapular generalizada seguida por descamação. O Brasil e a região das Américas já foram considerados, em 2016, livres da doença - graças ao sucesso das campanhas de vacinação, porém, as crescentes quedas das coberturas vacinais, trouxeram a doença de volta.

Até o final de outubro de 2018, já foram registrados mais de oito mil casos de sarampo nas Américas. No Brasil, além dos surtos de sarampo nos estados do Amazonas e Roraima, os casos se distribuem por Rio Grande do Sul, Rio de Janeiro, Pará, Pernambuco, Sergipe, São Paulo, Rondônia e Distrito Federal. Países da Europa e América do Norte também enfrentaram elevado aumento do número de casos em 2018. A vacina contra a doença é segura e eficaz na prevenção da doença e é garantida a toda população pelo Sistema Único de Saúde (SUS). Clique aqui e saiba mais sobre o sarampo.

Disque Saúde: 136
Anvisa Atende: 0800 642 9782
Disque Intoxicação: 0800 722 6001

*Observação: Em caso de dúvidas ou esclarecimentos, entre em contato com a Secretaria Municipal de saúde da sua cidade ou com a SES-MG pelo nº telefônico 155.

Para outras informações, acesse: