Em 2017, até o momento (20/01), foram notificados 272 casos suspeitos de Febre Amarela, sendo que desses 47 são casos confirmados. Foram considerados casos confirmados aqueles que apresentaram:

  • Exame laboratorial detectável para Febre Amarela;
  • Exame laboratorial não detectável para dengue;
  • Histórico vacinal (não vacinado/vacinação ignorada);
  • Sinais e sintomas compatíveis com a definição de caso
  • Exames complementares que caracterizam disfunção renal/hepática.

Em relação aos óbitos, há 71 óbitos suspeitos. Desses, 25 óbitos foram confirmados. Essas mortes ocorreram nos municípios de Ladainha (8), Piedade de Caratinga (2), Ipanema (3), Malacacheta (2), Imbé de Minas (1), São Sebastião do Maranhão (2), Frei Gaspar (1), Itambacuri (2), Poté (1), Setubinha (1), Teófilo Otoni (1), Ubaporanga (1)

» Clique no link a seguir e confira, na íntegra, o Informe com a Atualização sobre a investigação de casos notificados e confirmados de febre amarela silvestre, Minas Gerais, 2017 (atualizado em 20/01).

Mais informações em: www.saude.mg.gov.br/febreamarela

Por Jornalismo SES-MG