Atendimentos e consultas

Atendimentos e consultas

Produção de soros antipeçonhentos e antitóxicos

26 de Abril de 2018

Estes medicamentos imunobiológicos produzidos são de extrema importância para o atendimento aos acidentes por animais peçonhentos ocorridos no âmbito do Brasil e consequentemente de Minas Gerais. Em Minas, a Funed é a única produtora dos soros antivenenosos. A produção contempla oito tipos de soros: cinco antiofídicos, um antiescorpiônico, um antitetânico e um antirábico. Eles são distribuídos gratuitamente pelo Ministério da Saúde e têm sua utilização restrita no ambiente hospitalar. Atualmente, a Funed atende ao Programa Nacional de Imunizações do Ministério da Saúde fornecendo soros antipeçonhentos e antitóxicos, representando cerca de 35% da demanda nacional. A distribuição dos produtos é gratuita em todo território nacional, realizada pelo Ministério. A aplicação do soro no paciente picado pelo animal peçonhneto é gratuita, realizada somente em ambiente hospitalar, por pessoal devidamente treinado, em unidades do Sistema Único de Saúde (SUS). A lista dos hospitais onde são aplicados os soros pode ser acessada abaixo.

Página externa
133 acessos
Atendimentos e consultas

Internação hospitalar de pacientes que precisam de cuidados médicos prolongados

26 de Abril de 2018

Serviço de internação hospitalar para pacientes crônicos que precisam de cuidados por um tempo maior. São casos que necessitam, por exemplo, de fisioterapia, terapia ocupacional, adequação nutricional e outros procedimentos que ajudam na recuperação ou melhoria do estado geral do paciente. Os pacientes que precisam de cuidados prolongados normalmente passaram por graves acidentes, sofrendo grandes fraturas que exigem, após o tratamento específico, outros procedimentos para a recuperação dos movimentos, a exemplo de fisioterapia. Outros casos comuns envolvem pacientes que tiveram grandes queimaduras e que, não correndo mais risco de morte, precisam de tratamentos específicos para retomar a sua rotina de vida. Ou então, vítimas de problemas cardiovasculares, como derrames e infartos.

Página externa
151 acessos
Atendimentos e consultas

Informações sobre aplicação de soro em vítimas de animais peçonhentos

26 de Abril de 2018

O documento em anexo contém informações sobre as unidades que aplicam em Minas Gerais o soro antipeçonhento, indicado para vítimas de picadas de cobras, aranhas e escorpiões. O cidadão pode consultar a listagem e escolher o local mais próximo para receber o soro. A relação traz endereços e telefones das unidades que realizam a aplicação. O soro, por se tratar de um produto obtido a partir do plasma de eqüinos, pode provocar o aparecimento de reações alérgicas. Em casos assim, a vítima deve receber atendimento médico imediato.

Página externa
119 acessos
Atendimentos e consultas

Cuidados com animais peçonhentos (cobras, aranhas e escorpião)

26 de Abril de 2018

A Fundação Ezequiel Dias (Funed), que é especializada na produção e pesquisa de soros antipeçonhentos no Brasil, oferece informações sobre cobras, aranhas e escorpiões, bem como cuidados para a prevenção de acidentes com esses animais. As informações sobre os chamados animais peçonhentos são disponibilizadas no site da Funed. As informações auxiliam ainda na busca de atendimento em caso de acidentes que, dependendo da gravidade, podem levar à morte, (o arquivo com essas e outras informações encontram-se disponíveis no link abaixo). O interessado vai encontrar, por exemplo, dados úteis sobre as principais cobras venenosas existentes no Brasil, aranhas e escorpiões, bem como dicas para se prevenir contra seus ataques e indicações sobre onde procurar o soro antipeçonhento.

Página externa
124 acessos
Atendimentos e consultas

Atendimento médico e internação de pacientes com complicações da tuberculose

26 de Abril de 2018

Atendimento a pacientes com complicações clínicas ou cirúrgicas relacionadas à tuberculose (doença grave, transmitida pelo ar, que pode atingir todos os órgãos do corpo, em especial os pulmões). São realizados, também, exames que identificam a presença do Bacilo de Koch, que provoca a doença. Em casos de urgências, o paciente será atendido nas unidades locais deste serviço e encaminhado, via Central de Leitos, para uma das unidades listadas abaixo. (...)

Página externa
110 acessos
Atendimentos e consultas

Atendimento médico a recém-nascidos que necessitam de terapia intensiva

26 de Abril de 2018

Este serviço é destinado aos recém-nascidos prematuros que precisam ser assistidos em unidades de terapia intensiva (UTI Neonatal). São bebês que apresentam dificuldades respiratórias e sofrem de cardiopatias congênitas (problemas no coração); bebês com má formação, baixo peso ou com distúrbios metabólicos, a exemplo da hipoglicemia (baixa de açúcar no sangue). A Secretaria Municipal de Saúde é responsável por gerenciar os leitos de UTI Neonatal. Quando houver indicação para internação de RN (recém-nascido) de risco, o hospital faz uma solicitação à Central de Leitos, que verifica a existência de vaga para o encaminhamento.

Página externa
125 acessos
Atendimentos e consultas

Atendimento médico a pessoas com hepatites virais

26 de Abril de 2018

Atendimento a pacientes diagnosticados com hepatites virais (inflamação do fígado causada por um vírus). Para se ter acesso a esse serviço, é necessário ir antes a um posto de saúde, o qual encaminha o paciente para iniciar o tratamento. O paciente pode fazer o exame da hepatite no Centro de Testagem e Aconselhamento (CTA). Mais informações sobre o serviço na unidade de atendimento abaixo. O tratamento da doença depende de sua evolução e do tipo do vírus. Para infecção aguda das hepatites virais, são utilizadas medicações sintomáticas, que aliviam os sintomas e trazem conforto para o paciente. A hepatite A, na maioria dos casos, apresenta cura. Já nos casos de hepatites B e C, é preciso continuar o acompanhamento médico, através de exames laboratoriais, pois os sintomas não servem como parâmetros para verificar a evolução do quadro. Os sintomas da hepatite viral podem variar, dependendo se ela é crônica ou aguda. (...)

Página externa
109 acessos
Atendimentos e consultas

Atendimento médico a pacientes adultos com doenças neuromusculares

26 de Abril de 2018

Serviço que atende vítimas de doenças genéticas, que acometem vários órgãos e, geralmente, tem caráter progressivo. São doenças que necessitam de atendimento especializado e complexo, e cujo tratamento é muito oneroso. O paciente que sofre de uma doença neuromuscular apresenta fraqueza muscular generalizada e tem graves problemas respiratórios. O paciente perde a capacidade de andar, tem fraqueza nos braços, e também nos músculos relacionados à deglutição (dificuldade para engolir) e à respiração (dificuldade de manter uma respiração e uma tosse eficazes). O tratamento das doenças complexas é feito pelo Sistema Único de Saúde (SUS) e requer atendimento de uma equipe de profissionais de saúde, tais como: pneumologista, gastroenterologista, neurologista, cardiologista, ortopedista, fisioterapeuta, nutricionista, fonoaudiólogo, terapeuta ocupacional, psicólogo, enfermeiro e assistente social. (...)

Página externa
123 acessos
Atendimentos e consultas

Atendimento médico a doenças infectocontagiosas infantojuvenis

26 de Abril de 2018

Serviço voltado para crianças e adolescentes com doenças infectocontagiosas causadas por vírus, bactérias ou protozoários, que podem ser transmitidas a outras pessoas, como as doenças sexualmente transmissíveis (HIV/ AIDS, sífilis e outras). Outros exemplos são tuberculose; doenças de pele (herpes etc.); malária; leishmaniose; hepatites; poliomielite; sarampo; difteria; tétano; coqueluche; rubéola; caxumba; meningite. O paciente deve procurar a unidade de atendimento que está listada abaixo. Para ser encaminhado ao Hospital Infantil João Paulo II, o paciente deverá ser avaliado e referenciado pelo posto de saúde ou UPA (Unidade de Pronto Atendimento) mais próximos de sua residência.

Página externa
130 acessos
Atendimentos e consultas

Atendimento médico a adultos com doenças infectocontagiosas

26 de Abril de 2018

Serviço voltado para pacientes adultos com doenças infectocontagiosas. São doenças causadas por vírus, bactérias ou protozoários e que podem ser transmitidas a outras pessoas. Entre estas doenças, estão as sexualmente transmissíveis, como HIV/ AIDS, sífilis e outras. Estão também a tuberculose; doenças de pele, como a herpes; malária; leishmaniose; hepatites; poliomielite; sarampo; difteria; tétano; coqueluche; rubéola; caxumba e meningite, entre outras. O paciente deve procurar um posto de saúde para ser encaminhado às unidades de atendimento listadas abaixo. O atendimento pode ser hospitalar, via Central de Leitos, ou ambulatorial, via Central de Marcação de Consultas, para casos que podem ser tratados em consultas periódicas.

Página externa
145 acessos
Atendimentos e consultas

Atendimento integral à saúde da mulher

26 de Abril de 2018

Serviço de atendimento integral à saúde da mulher, em todas as fases da vida, para consultas programadas e atendimentos de urgência. A paciente deve ir diretamente ao Pronto-atendimento das unidades relacionadas abaixo para atendimentos de urgência nas intercorrências da gestante ou em situações ginecológicas. Já para os demais serviços ambulatoriais, a mulher deve ir, primeiro, a um posto de saúde mais próximo, e, assim, em caso de necessidade de atendimento especializado, a Central de Regulação agendará sua consulta neste serviço. A gestante de alto risco (caso de mulheres que tem problemas de hipertensão, diabetes e de coração; ou que já tenham perdido seu bebê em gestação anterior) também será encaminhada para consulta pela Central de Regulação. O serviço inclui áreas de ginecologia especializada, cirurgias ginecológicas e mastologia benigna.

Página externa
159 acessos
Atendimentos e consultas

Atendimento domiciliar terapêutico a pacientes com Aids e HIV

26 de Abril de 2018

Serviço de Assistência Domiciliar Terapêutica (ADT) a paciente adulto portador de AIDS. Este serviço é solicitado pelo médico e atende pacientes de qualquer unidade pública de saúde. A Assistência Domiciliar Terapêutica consiste em uma visita semanal ao paciente por um médico infectologista, geralmente acompanhado de uma equipe com enfermeira, psicólogo, fisioterapeuta e assistente social. Em determinados casos, o médico pode pedir acompanhamento também de nutricionista e fonoaudiólogo fornecidos pelo próprio serviço. O serviço orienta o paciente sobre como realizar exames complementares, como urina, fezes, sangue, tomografia computadorizada e outros serviços de diagnóstico. O programa assiste integralmente o paciente em todas as demandas necessárias, como medicação, inclusive as utilizadas no coquetel de tratamento da AIDS. Este serviço realiza, ainda, um trabalho de educação e saúde junto aos familiares. A equipe de enfermagem capacita o responsável para cuidar do paciente. Ele aprende noções de biossegurança, como fazer um curativo, a importância de seguir corretamente o horário da medicação e também pode solicitar, a qualquer momento, suporte da equipe da Assistência Domiciliar Terapêutica. Informações sobre como encaminhar o paciente podem ser obtidas na unidade de atendimento abaixo.

Página externa
113 acessos
Atendimentos e consultas

Atendimento domiciliar para adultos com doenças neuromusculares

26 de Abril de 2018

Serviço oferece atendimento domiciliar para adultos vítimas de doenças neuromusculares com complicações sérias, como acometimento respiratório grave. Neste caso, o paciente necessita, por exemplo, de um ventilador domiciliar e de um aparelho de fisioterapia respiratória (aparelho de tosse). As doenças neuromusculares são doenças genéticas, que acometem vários órgãos e, geralmente, tem caráter progressivo. Necessitam de atendimento especializado, multidisciplinar e complexo, sendo o tratamento feito pelo Sistema Único de Saúde (SUS). O serviço domiciliar é solicitado pelo médico da unidade de atendimento abaixo, quando ele atesta a dificuldade de o paciente, por exemplo, se locomover até a unidade ou a necessidade de se manter em aparelhos respiratórios. É feito por uma equipe especializada e multidisciplinar de acordo com a necessidade do paciente.

Página externa
106 acessos
Atendimentos e consultas

Atendimento de urgência para vítimas de ataques de animais

26 de Abril de 2018

Atendimento de urgência e emergência, 24 horas, a pacientes vítimas de mordida ou ataques de animais (cão, gato, morcegos) que tenham causado ferimentos graves. Para o atendimento de urgência, a vítima deve ser encaminhada à unidade de atendimento relacionada abaixo, o Hospital João XXIII, ou então chamar o resgate por meio do Corpo de Bombeiros (193) ou pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU), através do 192 . Nos municípios do interior do Estado, as vítimas devem procurar a Atenção Básica de sua cidade, que irá avaliar o caso sobre a necessidade de encaminhamento para outra unidade mais próxima.

Página externa
103 acessos
Atendimentos e consultas

Atendimento ambulatorial psiquiátrico aos usuários de álcool e drogas

26 de Abril de 2018

Serviço de atendimento ambulatorial aos pacientes dependentes químicos ou que fizeram uso abusivo de álcool ou outras drogas (cocaína, maconha, crack e outros). O atendimento é feito na unidade citada abaixo (Centro Mineiro de Toxicomania), de forma interdisciplinar (psiquiatria, psicoterapia e clínica médica). Envolve também orientação e acompanhamento à família do paciente. O primeiro passo para o paciente é passar pelo serviço de acolhimento, no qual é avaliada a intensidade da relação do paciente com a droga/ álcool, os comprometimentos psíquicos e orgânicos sofridos e os danos sociais envolvidos (tais como o rompimento com os laços familiares, trabalho e escola). Para o acolhimento, o horário de atendimento é às 7h, de segunda a sexta-feira. Após esta avaliação, os pacientes poderão ser encaminhados, de acordo com cada caso, para os procedimentos mais adequados em setores da própria unidade de atendimento.

Página externa
109 acessos
Atendimentos e consultas

Atendimento ambulatorial de reabilitação física

26 de Abril de 2018

Atendimento à criança, ao adulto e idoso com algum tipo de incapacidade física. Os pacientes são atendidos por uma equipe médica multidisciplinar que inclui profissionais de especialidades como fisioterapia, fonoaudiologia, psicologia, terapia ocupacional, neurologia e ortopedia, de acordo com a necessidade de cada um. O paciente deve passar por um posto de saúde para que o médico o encaminhe a esse atendimento, quando for necessário. (...)

Página externa
117 acessos
Atendimentos e consultas

Atendimento a pacientes que necessitam de transfusão de sangue ou sangria terapêutica

26 de Abril de 2018

A Fundação Hemominas realiza atendimento hemoterápico a pacientes que necessitem, periodicamente, submeter-se à transfusão de hemocomponentes (hemácias, plaquetas, crioprecipitado) ou sangria terapêutica, e que apresentem condições clínicas para realizar esses procedimentos em ambulatório. Nos dois casos, o paciente deve procurar uma das unidades de atendimento listadas abaixo, com a documentação necessária, incluindo o encaminhamento do médico que realizou o diagnóstico da doença (solicitação para que a pessoa receba o tratamento). O paciente será atendido por médico hematologista ou clínico geral, que vai avaliar seu estado e a necessidade de realização do procedimento recomendado. Muitas vezes, não é seguro que a transfusão de sangue ou a sangria terapêutica ocorram em regime ambulatorial. Nesse caso, o médico que encaminhou o paciente à Fundação Hemominas será contatado e orientado sobre a unidade de saúde à qual ele deverá ser encaminhado. Após a avaliação, o paciente (ou responsável) assinará o termo de ciência do ato transfusional e, em seguida, será encaminhado ao setor da transfusão, onde será agendado o procedimento e feita a coleta de uma amostra de sangue para realização de prova cruzada. Depois disso, o paciente (ou acompanhante) será encaminhado ao setor de recrutamento de doadores para ser conscientizado da necessidade de providenciar voluntários à doação.

Página externa
103 acessos
Atendimentos e consultas

Atendimento a pacientes com hemoglobinopatias

26 de Abril de 2018

Portadores de hemoglobinopatias (hemoglobina SS, drepanocitose ou anemia falciforme, Hb SC e talassemias) podem buscar tratamento na Fundação Hemominas. O paciente deve procurar uma das unidades de atendimento listadas abaixo, com a documentação necessária, incluindo o encaminhamento do médico que realizou o diagnóstico da doença (solicitação para que a pessoa receba o tratamento). A Fundação Hemominas disponibiliza alguns dos medicamentos essenciais para o tratamento das hemoglobinopatias e os componentes sanguíneos adequados, quando houver necessidade de transfusão. (...)

Página externa
110 acessos
Atendimentos e consultas

Atendimento a pacientes com coagulopatias hereditárias

26 de Abril de 2018

Portadores de coagulopatias hereditárias (hemofilias A e B) podem buscar tratamento na Fundação Hemominas. O paciente deve procurar uma das unidades de atendimento listadas abaixo, com a documentação necessária, incluindo o encaminhamento do médico que realizou o diagnóstico da doença (solicitação para que a pessoa receba o tratamento). A maioria dos pacientes de coagulopatias hereditárias apresenta deficiência quantitativa ou qualitativa de um dos fatores da coagulação (fator VIII para a hemofilia A ou fator IX para a B). A deficiência de um desses fatores manifesta-se pela presença de sangramento espontâneo, em situações de trauma ou procedimentos cirúrgicos.

Página externa
107 acessos

Bancos de leite e sangue

Bancos de leite e sangue

Atendimento a pacientes que necessitam de transfusão de sangue ou sangria terapêutica

26 de Abril de 2018

A Fundação Hemominas realiza atendimento hemoterápico a pacientes que necessitem, periodicamente, submeter-se à transfusão de hemocomponentes (hemácias, plaquetas, crioprecipitado) ou sangria terapêutica, e que apresentem condições clínicas para realizar esses procedimentos em ambulatório. Nos dois casos, o paciente deve procurar uma das unidades de atendimento listadas abaixo, com a documentação necessária, incluindo o encaminhamento do médico que realizou o diagnóstico da doença (solicitação para que a pessoa receba o tratamento). (...)

Página externa
100 acessos

Exames

Exames

Produção e distribuição de medicamentos para os municípios

26 de Abril de 2018

Atendimento a pedidos, feitos pelas prefeituras de Minas Gerais, de medicamentos do Programa Farmácia de Minas - que subsidia os municípios na organização e implementação da assistência farmacêutica na atenção primária à saúde - e de programas do Ministério da Saúde. Para ter acesso aos medicamentos e disponibilizá-los nos postos de saúde, as prefeituras devem fazer os pedidos, trimestralmente, à unidade de atendimento. Essas solicitações devem ser feitas junto à coordenação do Programa Farmácia de Minas, na Secretaria de Estado de Saúde de MInas Gerais. A quantidade e o tipo dos medicamentos são definidos pelos próprios municípios. (---)

Página externa
143 acessos
Exames

Exames em material biológico para controle de doenças

26 de Abril de 2018

Análises laboratoriais e material biológico para identificação de possíveis doenças. São feitos, conforme o caso, exames de sangue, soro, urina, fezes, secreções, escarro e líquor. Os exames são realizados a pedido dos órgãos de Vigilância Sanitária e Epidemiologia conveniados com a unidade de atendimento. Qualquer interessado também pode pedir os exames, mas sempre através da Vigilância de seu município, responsável pelo encaminhamento à unidade de atendimento. Basta ligar para o órgão responsável em sua cidade. Podem ser solicitados, ainda, exames de fezes para detecção de cólera, Criptosporidium Isospora Belli , febre tifóide, poliomielite e outras.

Página externa
99 acessos
Exames

Exames de sangue para confirmação de doenças como AIDS, hepatites e sífilis

26 de Abril de 2018

Através deste serviço, qualquer pessoa pode fazer testes de HIV/AIDS (vírus da Imunodeficiência Humana), sífilis e hepatites B e C. Além disso, pode obter informações sobre as doenças sexualmente transmissíveis (DST), bem como sobre sua prevenção e tratamento. Os testes são realizados após coleta de sangue do paciente, com material e agulha descartáveis. O atendimento é inteiramente sigiloso. O paciente pode optar por se identificar ou não, sendo acompanhado por uma equipe multidisciplinar. (...)

Página externa
139 acessos