Cuidado farmacêutico é um modelo de prática que orienta a provisão de uma variedade de serviços farmacêuticos ao paciente, sua família e comunidade, por meio da ação integrada do farmacêutico com a equipe multiprofissional de saúde. Centrado no usuário, esse modelo visa a promoção, proteção, recuperação da saúde e prevenção de agravos; bem como a resolução de problemas da farmacoterapia e o uso racional dos medicamentos.

Os farmacêuticos que assumem o cuidado como seu modelo de prática profissional tem a responsabilidade de atuar para atender a todas as necessidades de saúde do paciente no seu âmbito profissional. O processo de realização do cuidado se dá por determinadas etapas, de abordagem lógica e sistemática, aplicável a diferentes cenários, níveis de atenção e perfis de pacientes.

A primeira etapa corresponde ao acolhimento do paciente ou identificação da demanda. A porta de entrada do paciente pode se dar por encaminhamento de outro profissional de saúde, pela busca pelo paciente através de contato telefônico, por solicitação do próprio paciente, entre outras formas. Na etapa seguinte, o farmacêutico faz a identificação das necessidades de saúde; o que exigirá uma coleta de dados por meio da realização de anamnese farmacêutica e verificação de parâmetros clínicos, quando necessário. Na terceira etapa há o delineamento e a implantação de um plano de cuidado com a participação do paciente, que inclui as intervenções e condutas para a resolução dos problemas elencados. Após a implantação do plano de cuidado, é necessário avaliar os resultados e evolução do quadro clínico em uma consulta de retorno ou contato com o paciente.

titulo1

As práticas relacionadas os cuidados farmacêuticos são empregadas aos pacientes por meio dos serviços farmacêuticos. Esses serviços podem ser tanto com o objetivo de educar e fazer rastreamento em saúde, quanto realizar a dispensação de medicamentos e manejo de problemas de saúde autolimitados. Além disso, devido à expertise dos profissionais em identificar, prevenir e resolver problemas relacionados à farmacoterapia (PRM) podem ser prestados serviços como a conciliação de medicamentos, monitorização terapêutica de medicamentos, revisão da farmacoterapia, gestão da condição de saúde e acompanhamento farmacoterapêutico; todos de acordo com as necessidades de saúde do paciente.

» Clique aqui e saiba mais sobre os Serviços Farmacêuticos.

Referências:

BRASIL. Ministério da Saúde. Secretaria de Ciência, Tecnologia e Insumos Estratégicos. Departamento de Assistência Farmacêutica e Insumos Estratégicos. Serviços farmacêuticos na atenção básica à saúde. Brasília : Ministério da Saúde, 2014. 108 p.

CFF. Conselho Federal de Farmácia. Serviços farmacêuticos diretamente destinados ao paciente, à família e à comunidade: contextualização e arcabouço conceitual. Brasília: Conselho Federal de Farmácia, 2016. 200 p.

titulo2

O acompanhamento farmacoterapêutico é o serviço clínico em que o farmacêutico se responsabiliza por analisar todos os medicamentos de um paciente (prescritos e/ou de automedicação) considerando o cotidiano de utilização. Para tanto, o farmacêutico emprega um método sistemático de avaliação (no presente projeto, método Pharmacotherapy workup – PW). A utilização do método auxilia o farmacêutico a identificar, prevenir e resolver problemas que o paciente pode vivenciar com o uso de medicamentos (PRM).

Dessa forma, estrutura-se um raciocínio para analisar se o paciente faz uso somente dos medicamentos necessários para suas condições de saúde, que realmente estejam auxiliando no alcance dos objetivos pretendidos, e que sejam seguros para uso em conjunto, conforme as peculiaridades de cada paciente. Além disso, pretende-se que esse paciente compreenda o tratamento, tenha comodidade para o acesso e utilização em sua rotina.

Nesse serviço, o farmacêutico documenta e acompanha os resultados de suas intervenções a cada encontro, sendo que a elaboração do plano de cuidado pode envolver propostas que demandam encaminhamento para avaliação do médico (ajuste de dose, substituição, suspensão ou inclusão de medicamentos, por exemplo), além de intervenções não farmacológicas e promoção do letramento em saúde.

Ressalta-se ainda, que o método deve ser empregado dentro de uma perspectiva de cuidado centrado no paciente. As propostas de intervenção devem levar em conta o contexto do paciente, sua experiência subjetiva com as doenças e com os medicamentos. É imprescindível para o farmacêutico desse serviço o emprego de diferentes estratégias de comunicação e o desenvolvimento de habilidades para incentivar os pacientes a participarem das decisões sobre as possibilidades de solução dos problemas identificados.

titulo3

O projeto “Implantação da Rede de Apoio à Assistência Farmacêutica do SUS: Expansão do Cuidado Farmacêutico e do Uso Racional de Medicamentos” surge com a proposta de que o serviço de acompanhamento farmacoterapêutico no âmbito do cuidado farmacêutico seja inicialmente implantado, implementado e consolidado junto a pacientes em tratamento para Artrite Reumatoide e Hepatite Viral C Crônica assistidos pelo Componente Especializado da Assistência Farmacêutica (CEAF). Atualmente, o foco do projeto são pacientes com Artrite Reumatoide, a fim de que os resultados clínicos, humanísticos e econômicos colaborem com o desenvolvimento de políticas públicas no País.

As atividades do projeto são desenvolvidas por meio de instrumentos como: estudo dirigido, discussão de casos, compartilhamento de experiências locais e nacionais, supervisão do serviço de acompanhamento farmacoterapêutico pelos apoiadores (prática supervisionada), encontros organizados pelo farmacêutico do serviço e supervisionado pelo apoiador, voltados à discussão dos problemas relacionados ao uso de medicamentos de maior relevância para o serviço, visitas técnicas e treinamentos presenciais dos farmacêuticos e apoiadores.

O projeto é desenvolvido em parceria das Secretarias de Saúde dos Estados de São Paulo, Pernambuco, Distrito Federal e Minas Gerais com o DAF/SCTIE/Ministério da Saúde.

Em janeiro de 2017, durante a 466ª Reunião Plenária do Conselho Federal de Farmácia, em Brasília, foi anunciado, pelo então Ministro Ricardo Barros, a criação do Projeto Piloto. A inserção do Estado de Minas Gerais no Projeto ocorreu em março de 2017 e está sendo desenvolvido nos Núcleos de Assistência Farmacêutica (NAF) nas cidades de Belo Horizonte, Governador Valadares, Pouso Alegre e São João Del Rei.

Núcleo de Assistência Farmacêutica de Belo Horizonte

Estrutura

O Núcleo de Assistência Farmacêutica de Belo Horizonte (NAF/BH - Farmácia de Minas), pertencente à Regional de Saúde de Belo Horizonte, está localizado à Avenida do Contorno, 8.495, Bairro Santo Agostinho. O horário de funcionamento é de segunda à sexta das 07h às 19h, sendo que para o Projeto Cuidado Farmacêutico os atendimentos acontecem das 11h às 17h. A regional é responsável por 39 municípios.

Atualmente, o NAF/BH possui 120 atendentes, distribuídos nos setores de dispensação de medicamentos, abertura de processos e recepção, bem como 7 farmacêuticos, sendo 2 na abertura de processos e 5 na dispensação. Atualmente, 2 farmacêuticas participam do Projeto. Além disso, a unidade conta com um consultório exclusivo para a realização das consultas farmacêuticas. As consultas são conduzidas pelas farmacêuticas Ana Paula G. Bretz e Viviane Tavares de Abreu, sob supervisão do apoiador Antônio Francisco Nogueira.

Farmacêuticas que participam do projeto

Ana Paula G. Bretz
Bacharel em Farmácia pelo Centro Universitário Newton Paiva em 2011. Pós-graduanda em Gestão do Trabalho e Educação na Saúde. Possuía até julho de 2016 quatro anos e meio de experiência profissional, dos quais 4 anos em Farmácia Comunitária e 6 meses em Farmácia Hospitalar. Atualmente é farmacêutica na Secretaria Estadual de Saúde de Minas Gerais, exercendo o cargo Especialista em Políticas e Gestão de Saúde desde julho de 2016 e atuando no Projeto Cuidado Farmacêutico desde setembro de 2018.

Viviane Tavares de Abreu
Graduada em farmácia e com especialização em Análises e Clínicas pela Universidade Federal de Minas Gerais em 2000. Possuía até julho de 2017 dezesseis anos de experiência profissional atuando em Farmácia Comunitária. Atualmente é farmacêutica na Secretaria Estadual de Saúde de Minas Gerais, exercendo o cargo de Especialista em Políticas e Gestão de Saúde desde julho de 2017 e atuando no Projeto Cuidado Farmacêutico desde setembro de 2018.

Apoiador

Antônio Francisco Nogueira
Graduado em Farmácia pela Universidade Federal Fluminense com habilitação em Farmácia Industrial em 2010, habilitado em Bioquímica com ênfase em Análises e Clínicas em 2011. Pós-graduado em Farmácia Hospitalar pela Universidade Federal Fluminense em 2015. Experiência profissional de 2 anos em indústria farmacêutica, 4 anos em farmácia hospitalar, 3 anos na função de farmacêutico gestor executando atividades relacionadas aos Componentes Básico e Estratégico da Assistência Farmacêutica. Participou entre os anos de 2013 a 2015, da implantação do serviço de acompanhamento farmacoterapêutico com pacientes em tratamento de Hepatite Viral C Crônica assistidos na farmácia ambulatorial do Hospital Federal Servidores do Estado (RJ), onde foi residente. Atualmente é farmacêutico apoiador pelo Ministério da Saúde no Projeto de Cuidado Farmacêutico.

Núcleo de Assistência Farmacêutica de Governador Valadares

Estrutura

O Núcleo de Assistência Farmacêutica de Governador Valadares (NAF-GV), pertencente à Regional de Saúde de Governador Valadares, está localizado à rua Marechal Floriano, 1273, Bairro Centro. O horário de funcionamento de segunda à sexta das 07h às 18h, sendo que os atendimentos do Projeto Cuidado Farmacêutico acontecem preferencialmente das 08h às 13h. O período da tarde é destinado ao atendimento dos 51 municípios adscritos a unidade. Atualmente a unidade possui 06 administrativos, distribuídos nos setores de dispensação de medicamentos, abertura de processos, arquivamento e reposição de estoque.

O NAF-GV possui 7 farmacêuticas, distribuídas nos setores de coordenação, gestão dos Componentes Básico, Estratégico e Especializado da Assistência Farmacêutica e do Programa Farmácia de Minas dos 51 municípios. São também atendidas as demandas judiciais e realizadas atividades como abertura de processos, dispensação, faturamento, gestão de estoque na farmácia do componente especializado da unidade regional. Dessa equipe de farmacêuticas, quatro profissionais participam do Projeto.

A unidade dispõe uma sala para a realização das consultas, executadas pelas farmacêuticas Maria Luiza Martins da Silva, Patrícia Balbino Cupertino, Tássia Maiara Rocha Santos e Valéria dos Santos Xavier, sob supervisão da apoiadora Marianne Sardenberg Costa.

Farmacêuticas que participam do projeto

Maria Luiza Martins da Silva
Bacharel em farmácia pela Universidade do Vale do Rio Doce (Univale) em 2007. Possui especialização em Gestão de Saúde Pública, Gestão de Assistência Farmacêutica e em Regulação em Saúde no SUS. Exerce o cargo de Especialista em Políticas e Gestão de Saúde na SES desde 2008, atuou como coordenadora do NAF-GV entre 2009 e 2014 e assessora da Superintendência de Assistência Farmacêutica (SAF)/SES MG nos anos de 2015 e 2016. Atualmente é coordenadora do NAF-GV.

Patrícia Balbino Cupertino
Bacharel em farmácia pela Universidade Federal de Alfenas em 2005. Possui especialização em Gestão de Saúde Pública e em Gestão das clínicas. Exerce o cargo de Especialista em Políticas e Gestão de Saúde na SES desde 2006. Atuou como coordenadora do Núcleo de Atenção à Saúde entre 2008 e 2010 e do NAF-GV entre 2015 e 2017.

Tássia Maiara Rocha Santos
Bacharel em farmácia pela Universidade do Vale do Rio Doce (Univale) em 2006. Possui especialização em Gestão Microregional. Exerce o cargo de Especialista em Políticas e Gestão de Saúde na SES desde 2008 no NAF-GV. Atuou também como técnica do núcleo de gestão microregional no período entre 2008 e 2012.

Valéria dos Santos Xavier
Bacharel em farmácia pela Universidade de Marília em 2006. Exerce o cargo de Especialista em Políticas e Gestão de Saúde na SES desde 2016 no NAF-GV. Atuou como Especialista em Políticas e Gestão de Saúde no NAF de Teófilo Otoni de 2008 a 2013. Atuou na Atenção Primária e Epidemiologia da Gerência Regional de Saúde de Governador Valadares entre 2013 a 2016.

Apoiadora

Marianne Sardenberg Costa
Especialista em Farmácia Clínica pelo Centro Universitário UNA (2016), graduada em farmácia com ênfase em Farmácia Hospitalar e Serviços de Saúde pela Universidade Federal de Minas Gerais (2014). Participou da capacitação de farmacêuticos de Farmácia de Minas para gestão do diabetes pelo Projeto Dia-a-Dia (Parceria SES-UFMG). Participou da reorganização da Assistência Farmacêutica de Lagoa Santa (MG) para implantação do serviço de Gerenciamento da Terapia Medicamentosa (GTM). Foi responsável pela implantação e execução do serviço de GTM na Unimed BH por 4 anos. Atuou como docente do curso de Farmácia do Pitágoras Betim (MG). Atualmente é docente em cursos de especialização em Farmácia Clínica e apoiadora do Projeto Cuidado Farmacêutico no Componente Especializado da Assistência Farmacêutica do Ministério da Saúde (Qualifar-SUS) no Núcelo de Assistência Farmacêutica de Governador Valadares (MG).

Núcleo de Assistência Farmacêutica de Pouso Alegre

Estrutura

O Núcleo de Assistência Farmacêutica (NAF/PA), pertencente à Regional de Saúde de Pouso Alegre, está localizado na Avenida Vicente Simões 984, bairro Nova Pouso Alegre. O horário de funcionamento é de segunda à sexta das 8:00h às 17:00h. A regional, da qual o NAF/PA é integrante, é responsável por 53 municípios. O NAF/PA é composto por 15 servidores, sendo 04 farmacêuticos, 9 administrativos e 2 estagiários. Dos administrativos, 02 realizam o atendimento presencial dos pacientes e são responsáveis pela entrega dos medicamentos. Em relação aos farmacêuticos, 02 estão envolvidos diretamente com o projeto Cuidado Farmacêutico. A solicitação e abertura de processos administrativos para medicamentos do Componente Especializado da Assistência Farmacêutica são realizadas por uma farmacêutica e o restante das atividades do Núcleo divididas entre os demais servidores.

Atualmente as consultas são conduzidas por Lucas Botazini Carlos e Luciana Silveira Ferreira, sob orientação da apoiadora Juliana. A princípio, na unidade, começou-se a atender pacientes com diagnóstico de artrite reumatoide e hepatite C. Entretanto, devido a mudança definida pela equipe nacional, somente os pacientes com diagnóstico de artrite reumatoide têm sido convidados para participar do projeto atualmente. 

Farmacêuticos que participam do projeto

Lucas Botazini Carlos
Bacharel em Ciências Farmacêuticas pela Universidade Federal de Alfenas (UNIFAL-MG) em 2013. Pós-graduado em Vigilância Sanitária pelo Centro Universitário Internacional (UNINTER) em 2017. Pós-graduando no MBA Gestão Estratégica de Pessoas pelo Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial Senac Minas. Tem 06 anos de experiência profissional, sendo 03 anos como Analista da Garantia da Qualidade em Indústrias Farmacêuticas e 03 anos em Saúde Pública, junto à Secretaria de Estado de Saúde de Minas Ferais. Exerce o cargo de Especialista em Políticas e Gestão da Saúde desde de 2016 e é coordenador do NAF/PA.

Luciana Silveira Ferreira
Bacharel em Farmácia pela Universidade Federal de Alfenas (UNIFAL) em 1998. Pós-graduada em Saúde Pública com ênfase em Saúde da Família pelo Centro Universitário Internacional (UNINTER) em 2010. Pós-graduanda em Gestão do trabalho e da Educação em Saúde pela Universidade Federal do Rio Grande do Norte. Tem 20 anos de experiência profissional, sendo 10 anos em farmácia Comunitária e 10 anos em Saúde Pública, junto à Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais. Exerce o cargo de Especialista em Políticas e Gestão da Saúde desde de 2008.

Apoiadora

Juliana Miranda Ferreira
Mestre em Ciências da Saúde pela Universidade Federal de São João del Rei (UFSJ). Graduada em Farmácia pela UFSJ. Tem 05 anos de experiência profissional, na área de farmácia clínica e cuidado farmacêutico. Atualmente é farmacêutica apoiadora pelo Ministério da Saúde no Projeto de Cuidado Farmacêutico.

Núcleo de Assistência Farmacêutica de São João Del Rei

Estrutura

O Núcleo de Assistência Farmacêutica de São João del Rei, pertence à Regional de Saúde de São João Del Rei, que fica localizada na Praça Carlos Gomes, número 1, no Centro da cidade. O horário de funcionamento para atendimentos aos pacientes é de segunda à sexta das 08h às 17h, sendo que para o Projeto Cuidado Farmacêutico os atendimentos acontecem no período da tarde, de 13:30 às 17h. A unidade é composta por 7 colaboradores, sendo 1 recepcionista que recebe e confere a documentação para montagem de processos administrativos para aquisição de medicamentos, 2 técnicas de gestão em saúde responsáveis pelo atendimento e entrega dos medicamentos aos pacientes e 4 farmacêuticas que se dividem com as funções de responsabilidade em cada componente da Assistência Farmacêutica.

Atualmente, as consultas são conduzidas pelas farmacêuticas Danuza Disraely Monteiro Resende Sousa e Patrícia Cristina de Oliveira, sob supervisão da apoiadora Camila Tavares de Sousa.

Farmacêuticas que participam do projeto

Danuza Disraely Monteiro Resende Sousa
Graduada em Farmácia e Bioquímica pela Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF) em 2004. Pós graduada em Saúde da Família e em Gestão em Saúde. Atuando na Secretaria de Estado de Saúde desde 2007 como Especialista em Políticas e Gestão de Saúde na Gerência Regional de Saúde de São João Del Rei/SES-MG, no Núcleo de Assistência Farmacêutica. Referência técnica do Componente Básico e da Estratégia de Regionalização da Assistência Farmacêutica, do Programa Nacional de Combate ao Tabagismo e da Judicialização na Assistência Farmacêutica. Atua também no Projeto de Cuidado Farmacêutico desde setembro de 2018.

Patrícia Cristina de Oliveira
Graduada em Farmácia e Bioquímica pela Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF) em 1995. Pós graduada em Farmacologia,Gestão em Saúde e em Micropolitica do Trabalho e Gestão em Saúde.Possui 24 anos de experiência profissional, sendo 5 anos em análises clínicas,8 anos em drogaria e farmácia de manipulação e 11 anos como Especialista em Políticas e Gestão de Saúde na Gerência Regional de Saúde de São João Del Rei/SES-MG, onde exerce a função de coordenadora do Núcleo de Assistência Farmacêutica, desde 2010 e de diretora adjunta há 3 meses. Atua também no Projeto de Cuidado Farmacêutico desde setembro de 2018.

Apoiadora

Camila Tavares de Sousa
Mestre em Ciências Farmacêuticas na área de Assistência Farmacêutica e Farmácia Clínica pela Universidade Federal de São João Del Rei (UFSJ), campus Divinópolis-MG. Graduada em Farmácia pela UFSJ (2016). Participou do processo de implantação e consolidação do serviço de Farmácia Clínica do ambulatório universitário da UFSJ em Divinópolis e também atuou como farmacêutica voluntária, realizando acompanhamento farmacoterapêutico de pacientes no Sistema Único de Saúde. Atualmente é farmacêutica apoiadora no Projeto de Cuidados Farmacêuticos.

titulo4

No Estado de Minas Gerais, as consultas farmacêuticas iniciaram em setembro de 2018 nos NAFs de Belo Horizonte, Governador Valadares e Pouso Alegre; e em outubro de 2018 no NAF de São João Del Rei. Em aproximadamente seis meses de implantação do cuidado farmacêutico nas quatro farmácias do CEAF que participam do projeto piloto do Ministério da Saúde, foram atendidos 111 pacientes e realizadas 208 consultas farmacêuticas; sendo 109 pacientes de artrite reumatoide, que totalizaram 204 consultas. Os pacientes incluídos no projeto piloto foram majoritariamente usuários do PCDT da artrite reumatoide com processo ativo no CEAF de Belo Horizonte, Governador Valadares, Pouso Alegre e São João del Rei.

tabela

Nas 204 consultas de acompanhamento farmacoterapêutico aos pacientes com artrite, foram identificados 285 problemas relacionados a medicamentos. Do total de PRM identificados nos primeiros seis meses de projeto, foram resolvidos 92 (32,3%). De maneira proativa os apoiadores passaram a visitar os prescritores para apresentação dos farmacêuticos, objetivos do projeto e discussão de casos. Ao longo dos seis primeiros meses do acompanhamento farmacoterapêutico, foram documentadas um total de 820 intervenções farmacêuticas, gerando uma média de 7,7 intervenções por paciente. Destaca-se a importância do atendimento longitudinal dos pacientes bem como a articulação deste serviço com os demais pontos da rede de atenção à saúde.

O tratamento dos pacientes com artrite reumatoide representa uma porcentagem significativa do orçamento do CEAF nas regionais de saúde onde são desenvolvidas as ações do projeto. Garantir o uso racional de medicamentos, a melhora da saúde dos pacientes e o alcance dos objetivos terapêuticos, resulta além da redução dos gastos a nível de gestão, em uma porcentagem maior de pacientes com o controle adequado da doença, considerando o uso de medicamentos realmente indicados, efetivos, seguros e convenientes para sua condição de saúde.

Referências:

BRASIL. Ministério da Saúde. Secretaria de Ciência, Tecnologia e Insumos Estratégicos. Departamento de Assistência Farmacêutica e Insumos Estratégicos. Serviços farmacêuticos na atenção básica à saúde. Brasília : Ministério da Saúde, 2014. 108 p.

CFF. Conselho Federal de Farmácia. Serviços farmacêuticos diretamente destinados ao paciente, à família e à comunidade: contextualização e arcabouço conceitual. Brasília: Conselho Federal de Farmácia, 2016. 200 p.

CIPOLLE, R. J.; STRAND, L. M.; MORLEY, P. C. Pharmaceutical Care Practice: the patient centered approach to medication management. 3 ed. New York: McGraw-Hill, 2012. 697 p.

RAMALHO DE OLIVEIRA, D. Atenção Farmacêutica: da filosofia ao gerenciamento da terapia medicamentosa. São Paulo: RCN, 2011, 327 p.

_

COORDENAÇÃO DE FARMÁCIA TERAPÊUTICA E CUIDADO FARMACÊUTICO

Email: cft.saf@saude.mg.gov.br
Tel.: (31) 3916-0046

Enviar para impressão